Cuidados a ter com a mineração na nuvem

Cuidados a ter com a mineração na nuvem

Dezembro 29, 2017 0 Por Gonçalo Mendes

Não há como negar que existem muitas empresas na indústria de mineração na nuvem que aparecem com o único propósito de, não se poupe nas palavras, ROUBAR. Assim mesmo, friamente. Desde o seu nascimento que o Bitcoin tem sido atormentado por ladrões que têm roubado milhões de dólares com iniciativas mais do que duvidosas. Olhando para o panorama, esses esquemas além de causarem prejuízo a todos aqueles que caíram na estória provocam danos graves à indústria e a todo o ecosistema Bitcoin.
Se é verdade que esses esquemas fraudulentos corroem a confiança no Bitcoin, por outro lado têm ensinado e dado aos aos que acreditam nesta tecnologia razões redobradas não apenas para melhorar a própria tecnologia, como de procurar estratégias para fugir às fraudes.

Uma das mais prestigiadas empresas de mineração na nuvem a Genesis Mining elaborou uma espécie de guião para fugir à fraude na mineração na nuvem. Com algumas adaptações e considerações pessoais, vejamos as suas dicas:

1.Longevidade não é sinónimo de legal

Uma empresa de mineração configurada como um esquema Ponzi não tem de abrir e fechar durante a noite. Não há nenhuma maneira de recuperar o dinheiro a partir do momento em que eles decidem que já amealharam o suficiente. O negócio mantém-se aberto enquanto conseguir arranjar novos clientes que vão alimentando os mais antigos. O que significa que não é pelo facto de uma empresa estar a operar há 10 meses que a torna legítima. Convém estar sempre atento e dar importância aos sinais.

2. Provas de mineração

Para operar uma empresa tem de ter um espaço físico, com mineradores, cabos, computadores, sistemas de refrigeração. Se a empresa que lhe oferece o céu e a terra não lhe apresenta provas em fotografia ou filme… o melhor é começar a fazer perguntas.

3.Onde estão as máquinas?

Para minerar são precisas máquinas. Então, há que perguntar quem é o fornecedor. Os fornecedores têm todo o interesse em revelar quem são os seus principais clientes, porque isso ajuda a promover as suas vendas. Se não há nenhum endosso entre a empresa de mineração e um fornecedor… o melhor é começar a agitar as bandeiras vermelhas.

4. Cuidado com os descontos

Lembre-se que no mundo da mineração Bitcoin, as margens são tudo. Uma empresa que tem o seu foco permanente na oferta de descontos tentando captar novos clientes ou levando os novos e investir cada vez mais é de desconfiar. Qualquer coisa como descontos ou comissões acima dos 10% é altamente duvidoso, potencialmente grave, perigosamente desonesto. Regra geral essas empresas fazem grandes descontos antes de fechar.

5. Não deve haver nada a esconder

Você conhece as pessoas responsáveis pela empresa? Conhece as suas referências e o seu histórico empresarial? Se os promotores se escondem… mau sinal. Insista na transparência!

6. Eles aceitam cartões de crédito?

Não é fácil a uma empresa de mineração ter acesso à operação com cartões de crédito. O processo pode ser lento e envolve estar ligado a uma identidade real. Assim, se o único meio que uma pessoa tem de usufruir do serviço for apenas através de criptomoedas, pode significar que há gato escondido com rabo de fora.

7. Alguém os conhece?

Os seus donos participam em eventos com regularidade? São conhecidos por contribuir para o crescimento global da indústria?

8. Não há garantias

Isto quase parece óbvio, é sempre lembrado, mas é preciso repetir até á exaustão: Não há garantias. Se uma empresa de mineração promete uma remunerção garantida está a mentir.Ninguém pode prever como vai evoluir a taxa de câmbio. Neste caso uma garantia é sinónimo de bandeira vermelha.

9.Bom demais para ser verdade …

Quando a esmola é muita, até o pobre desconfia, lá diz o ditado. Por isso, quando o panorama é bom demais para ser verdade, está tudo explicado. Há que fugir, a sete pés.

A juntar a todos estes alertas, há que contar que também empresas legais, feitas com boa vontade, podem falir e levar o nosso dinheiro. Incluindo algumas grandes e reconhecidas, que continuam a operar.
Consultar os foruns é um trabalho fundamental antes de alguém se aventurar a investir na mineração na nuvem. Não esquecendo que algumas empresas têm foruns que manipulam, pagando a alguns utilizadores para fazerem a sua propaganda.